História

Localizado na cidade de Bambuí/MG, o haras TJ Bambuí surgiu há 13 anos, em meados de 2005, quando pai e filho, Carlos Figueiredo e Bruno Figueiredo, decidiram iniciar uma criação de Mangalarga Marchador. De lá para cá, o haras vem buscando aprimoramento da criação com base em linhagens sul mineiras, tendo como escopo principal o animal marchado, com boas angulações e forte estrutura racial. O haras realizou também vários leilões presencias, o primeiro em 2013, o segundo em 2014, o terceiro em 2015 e o quarto no ano de 2017. Cada leilão teve a presença de até 250 criadores vindos de várias cidades e até de outros estados do Brasil.

Hoje, o TJ Bumbuí tem uma parceria com o criador Magdi Abdel Raouf Gabr Shaat, do Haras El Far, com éguas de extrema qualidade, como algumas filhas do Garanhão Favacho Estanho, uma do Favacho Diamante, além das éguas Favacho Zíbia, Favacho Zazá (Filhas da grande Favacho Escala), Favacho Magia dentre outras.

Na parceria, foram usados o garanhão Shake Elfar, na primeira estação de monta, em 2015, e na segunda estação de monta, em 2016,  Rápido Elfar e  Spetáculo Elfar, que acabou sendo adquirido 50% das suas cotas pelo TJ Bambuí. Todos esses filhos do Garanhão Akron Edu, portanto, netos de uma das melhores éguas da história da raça, Lislie Edú.

Desta forma, o Haras TJ Bambuí tem acreditado no processo de cruzamento dos garanhões advindos da linhagem de Akron e Lislie Edú em éguas Favacho.

Assista abaixo um pouco mais sobre a história do Haras TJ Bambuí